Notícias Notícias

Prêmio Celso Furtado - Pesquisa apoia orgânicos no Espírito Santo

Objetivo é aumentar a produtividade comercial e a qualidade do produto. Pilares são estruturação da cadeia produtiva, monitoramento de mercado e capacitação.
 
Brasília-DF, 2/6/2015 - O projeto de desenvolvimento integrado de tecnologias e indicadores agroambientais para a produção de alimentos orgânicos no Espírito Santo foi o ganhador da terceira edição do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional, na categoria "Projetos Inovadores para Implementação no Território". A cerimônia de entrega ocorre nesta terça-feira (2/6), em Brasília (DF) - veja abaixo.
 
Fruto do trabalho do pesquisador Jacimar de Souza, do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural de Vitória, o projeto leva R$ 50 mil em recursos financeiros e pode ser incorporado pelo Ministério da Integração Nacional (MI) em ações de apoio à inclusão produtiva no país. 
 
"Essa é uma pesquisa de mais de 25 anos. Trabalhamos para aumentar a produtividade comercial das culturas orgânicas e a qualidade dos produtos direcionados ao mercado de consumo, como alternativa à segurança alimentar da população", conta Jacimar. Segundo o pesquisador, o projeto atua na estruturação da cadeia produtiva, no monitoramento de mercado e na capacitação de produtores e técnicos. 
 
"Mais de 300 produtores são capacitados a cada ano. Além disso, temos técnicos e estagiários agrícolas sendo atendidos diariamente pelo projeto", explica Jacimar. Ele estima que o faturamento na venda de produtos orgânicos na região tenha aumentado de 30% a 40%, o que eleva ainda mais o interesse dos agricultores pelo setor. 
 
Dos 195 projetos inscritos no prêmio, o trabalho chamou a atenção da comissão julgadora pela originalidade da proposta, que contempla soluções inovadoras para o desenvolvimento regional, a viabilidade técnica e sustentabilidade econômica, social e ambiental no médio e longo prazo, a incorporação do meio ambiente e a sustentabilidade como alternativa de desenvolvimento, entre outros critérios. 
 
"Essas características se equiparam aos objetivos da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), que visa à dinamização produtiva, o fortalecimento e a diversificação das atividades, ampliando a competitividade, gerando emprego e renda para a população", afirma o secretário de Desenvolvimento Regional, Irani Braga Ramos.
 
Jacimar de Souza conta que a conquista do Prêmio Celso Furtado 2014 já atraiu olhares importantes para o projeto. "Muitas pessoas já vieram aqui conhecer um pouco mais sobre nossas ações. Esse reconhecimento é muito importante para nós e para o setor de orgânicos no Espírito Santo", conta o pesquisador.
 
Prêmio Celso Furtado
O Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional 2014 será entregue nesta terça-feira (2/6), em Brasília (DF), durante cerimônia realizada no Ministério da Integração. Diversas autoridades do governo federal e de estados já confirmaram presença no evento. 
 
Os trabalhos contemplados estão divididos em quatro categorias, que avaliaram teses acadêmicas em níveis de doutorado e mestrado, projetos inovadores e inéditos, experiências exitosas, que visam à promoção da equidade no acesso a oportunidades de desenvolvimento e a implementação no território. 
 
A premiação foi lançada em 2012 com o objetivo de promover a reflexão, do ponto de vista teórico e prático, acerca do desenvolvimento regional no Brasil. Entre os ganhadores desta edição, estão representantes de Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Pernambuco e São Paulo.  Os prêmios variam de R$ 13 a R$ 50 mil.