Notícias Notícias

Prêmio Celso Furtado - Categoria acadêmica registra recorde de submissões

Destaques são tese de doutorado sobre estrutura urbana de cidades do Amazonas e dissertação de mestrado sobre linhas de financiamento BNDES e estratégias da PNDR.
 
Brasília-DF, 2/6/2015 - A terceira edição do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional teve recorde na submissão de projetos acadêmicos em 2014. Dividida em dois níveis de avaliação - doutorado e mestrado -, a categoria recebeu mais de 400 projetos e teve quatros trabalhos selecionados. Os dois primeiros colocados receberam prêmio de R$ 50 mil. A cerimônia de entrega ocorre nesta terça-feira (2/6), em Brasília (DF) - veja abaixo.
 
Doutora pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Helena Tourinho conquistou o primeiro lugar com a tese de doutorado que avaliou a estrutura urbana das cidades médias amazônicas, por meio de análise detalhada da articulação das escalas interurbana e intraurbana no processo de desenvolvimento da região.
 
A tese apresenta um levantamento completo sobre os impactos das políticas de ocupação regional e as implantações dos meios de acessibilidade interurbana que as acompanham, contribuindo para a ascensão e a polarização das cidades estudadas. No estudo, foram analisadas 21 cidades médias. 
 
O trabalho voltado para o desenvolvimento da Amazônia teve como base critérios funcionais e populacionais adaptados à realidade regional. A análise ressaltou detalhes da vinculação entre os meios de acessibilidade interurbana e as estruturas intraurbanas. 
 
"A partir dessa avaliação detalhada, foi possível classificar as cidades médias estudadas em sete modelos de estrutura intraurbana, concluindo um alerta para a necessidade de considerar esta relação nas políticas de ordenamento territorial e de desenvolvimento regional, além de apontar alguns desdobramentos para pesquisas futuras", conta Helena Tourinho.
 
A mestre pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Gislaine Quaglio, também teve seu trabalho reconhecido. A dissertação de mestrado analisou a relação entre as linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e as estratégias de redução das desigualdades regionais aplicadas no âmbito da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).
 
"A desconcentração econômica e a redução de desigualdades regionais e sociais no Brasil dependem da efetividade com que a lógica do desenvolvimento regional é adotada e operacionalizada pelos agentes envolvidos. Nesse sentido, a contribuição gerada pela análise detalhada dos impactos dessa relação é de fundamental importância para a adequação da proposta de redução das desigualdades regionais e promoção dos recursos necessários para impulsionar o desenvolvimento regional brasileiro", afirma.
 
Prêmio Celso Furtado
O Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional 2014 será entregue nesta terça-feira (2), em Brasília, durante a cerimonia realizada no Ministério da Integração. Diversas autoridades do governo federal e de estados já confirmaram presença no evento. 
 
Os trabalhos contemplados estão divididos em quatro categorias, que avaliaram teses acadêmicas em níveis de doutorado e mestrado, projetos inovadores e inéditos, experiências exitosas, que visem à promoção da equidade no acesso a oportunidades de desenvolvimento e a implementação no território. 
 
A premiação foi lançada em 2012 com o objetivo de promover a reflexão, do ponto de vista teórico e prático, acerca do desenvolvimento regional no Brasil. Entre os ganhadores desta edição, estão representantes de Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Pernambuco e São Paulo.  Os prêmios variam de R$ 13 a R$ 50 mil.